Ir para o conteúdo

Prefeitura de Andradina e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Andradina
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
03
03 ABR 2023
MEIO AMBIENTE
Cachorro é “surrado” e deixado para morrer na Vila Mineira
enviar para um amigo
receba notícias
O mês de abril, dedicado ao combate aos maus-tratos a animais começou no sábado (1) e até hoje (3) já forma registrados três casos gravíssimos. As ocorrências chegam através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, que mantém um departamento de causa animal.
 
No caso mais chocante, no domingo (2), um cachorro de médio porte foi severamente surrado e abandonado para morrer no cruzamento das ruas Corumbá e Santa Catarina na Vila Mineira. Ele foi atirado a uma poça d´água e se arrastou até um barranco de terra onde permaneceu por várias horas até que vizinhos acionaram a secretaria.
 
“Não se sabe com o que, mas o cachorro apresentava ferimentos pelo corpo e um traumatismo craniano. Conseguimos tratamento e assim que ele se recuperar vamos encaminha-lo a adoção. Por sua grande força batizamos ele de Thor”, explicou a secretária Leila Rodrigues.

Leila explica que a maioria dos contatos sobre maus-tratos a animais acontece nos fins de semana, quando aumenta a frequência de pessoas em casa e atentos as coisas que acontecem na vizinhança. “Talvez, se não fosse um domingo ninguém teria visto o cão agonizando por horas e mais uma morte seria registrada”, disse Leila.

Em outro caso, registrado nesta segunda-feira, uma mulher foi denunciada por maus tratos a dois cães e três gatos ao deixar esses animais em condições lamentáveis por fome, sede e doenças, principalmente causadas por parasitas. A mulher recebeu mal os agentes da secretaria e fez várias ameaças sendo necessário acionar a polícia e o caso acabou na delegacia.

“É muito comum esse tipo de ocorrência ser necessário acionar a polícia já que os proprietários de pets, mesmo que não cuidem de seus animais, não admitem os maus tratos e são agressivos se questionados”, disse.

Os animais foram recolhidos levados para o hospital veterinário mas a proprietária terá que arcar com os tratamentos além de ser multada. Agora o caso será monitorado e se as condições dos animais não melhorarem ela pode até ser responsabilizada criminalmente e acabar presa.   
 
ABRIL LARANJA
 
O debate e a luta contra os maus tratos e abandono de animais deve ser uma prática para se exercer em todos os dias do ano, sendo um dever de toda a sociedade. A campanha mundial 'Abril Laranja' foi criada para simbolizar esta luta, servindo como um meio importante para conscientizar as pessoas.
 
Em diversos países do mundo, protetores independentes e entidades que trabalham pela causa animal aproveitam o mês de abril promovendo campanhas educativas de conscientização e de combate aos maus-tratos e à crueldade, sempre buscando sensibilizar o poder público e a sociedade.
 
Prevenir a crueldade contra os animais é um dever de todos nós e vai muito além dos cuidados e proteção que oferecemos aos nossos pets, pois quando falamos em animais estamos nos referindo a todas as espécies, não apenas aos cães e gatos, que convivem há milhares de anos com o ser humano, sendo hoje considerados como membros da família em muitos lares, disse  a secretária Leila Rodrigues, estar vigilantes e atentos a todos os segmentos da atividade humana, sobretudo àqueles que exploram animais, sendo esta exploração legal ou não, para que consigamos minimizar os impactos perversos das ações do homem sobre os indefesos viventes da Terra. E é preciso reunir muitos esforços para que se alcance um nível de prevenção aceitável, satisfatório, relata a secretária Leila Rodrigues.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia