Ir para o conteúdo

Prefeitura de Andradina
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
13
13 JAN 2023
Prédios da Educação serão autossuficientes em energia elétrica
enviar para um amigo
receba notícias
A instalação de placas fotovoltaicas em prédios públicos está acontecendo em tempo recorde e logo   a geração de energia elétrica limpa e eficiente será uma rotina para as unidades escolares, funcionais e administrativos da educação.
 
Segundo a secretária da Educação, Estela Goda, todo o atendimento aos mais de 5 mil alunos da Rede Municipal de Ensino não vai mais depender da concessionária de energia elétrica e o município vai deixar de pagar uma conta milionária.

As escolas “Anna Maria Marinho Nunes”, “Zoraide de Carvalho Oliveira”, “Ondina Hofig de Castilho”  e a creche Isabel Pizzo, foram as primeira da rede a receber essa atualização de tecnologia que vai por Andradina entre as primeiras do país a usar o sistema que utiliza a luz do sol para fornecer energia para que o setor seja autossuficiente. Outro prédio, o da Cozinha Piloto, responsável por preparar três refeições diárias para tosos os alunos da Rede Municipal também já é autossuficiente.

Segundo o secretário de Obras de Andradina serão instalados ao todo, 2,5 mil placas fotovoltaicas fazendo da Educação, o primeiro setor público autossuficiente em geração de energia elétrica. 

A Secretária de Educação Estela Goda acredita ser o primeiro passo para a inclusão da matriz energética fotovoltaica na vida dos andradinenses. “A educação será o primeiro setor a receber a nova matriz energética, mas faz parte dos planos do prefeito Mário Celso Lopes, tornar toda a demanda municipal de energia, de qualquer serviço público, incluindo a iluminação de postes, 100% autossuficientes”, disse.

O investimento nos prédios da educação será de aproximadamente R$ 4 milhões e a aposta do prefeito é que o município economize cerca de R$ 3,5 milhões por ano da compra de energia elétrica da concessionária.  “Todas as escolas e creches de Andradina são dotadas de aparelhos de ar condicionado, imaginem o consumo apenas com esse ítem. O objetivo é zerar a conta de energia elétrica na educação”, afirmou Geraldo Pila.


Masterplan
Andradina vai aproveitar o potencial solar que existe na região para promover a transição energética. Mário Celso anunciou mesmo antes de sua posse que Andradina iria gerar sua própria energia elétrica e se livrar de uma conta que ultrapassa R$ 295 mil por mês e mais de R$ 3,5 milhões por ano.

“Vamos aproveitar o imenso potencial solar que temos em nossa cidade e aderir a uma energia limpa e barata”, disse Mário Celso.

Para que isso aconteça em todos os ambientes públicos, a proposta é que sejam instaladas placas solares em uma usina municipal para que o excedente da produção seja utilizado para pagar a conta de todos os prédios públicos.
Esse sistema aplicado na iluminação pública ainda vai livrar o andradinense do pagamento da CIP (Contribuição de Iluminação Pública), que hoje custa mais de R$ 14,00/mês ao contribuinte.

Com a energia gerada por meio desse sistema de baixo custo de operação e manutenção, a expectativa é que além da economia por ano dos cofres públicos municipais, outros atendimentos sejam melhorados, como a instalação de ar condicionado a todas as salas de aula de Andradina. Com o valor economizado na conta de energia, a usina solar poderá ser paga em poucos anos.
 
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia